Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Terrorismo-colonização da Síria (continuação), por Luís Garcia

 

 

Terrorismo-colonização da Síria (continuação)

  

Luís Garcia  POLITICA    

 

Hollywoodismo dos White Helmets ou o falso ataque químico de Khan Shaykhun

Esta continuação do artigo Terrorismo-colonização da Síria vem a propósito da rídicula farsa de ataque químico que não existiu e que o ocidente parvo acusa a Síria (ou a Rússia, nem sequer se decidem) de o ter realizado. E vem sobretudo a propósito da retaliação dos EUA que bombardeou a base aérea síria de Shayrat.

 

Não me vou estender muito sobre a patética acusação de ataque químico, pois dava para escrever um livro desmontado este disparate! E depois vou ao assunto da terrorismo-colonização da Síria, que tem agora mais um capítulo fruto da destruição da base aérea de Shayrat provocada pela chuva de dezenas de Tomahawks lançada a partir dos destruidores USS Porte e USS Ross com base em Cádis, Espanha.

 

Para quem anda distraído, em 2014, e em consequência da outra farsa de ataque químico de Guta (2013), Putin propôs anular o belicismo de Barack Oguerra em troca de garantir a destruição do arsenal de armas químicas sírias. E assim foi, em 2014, o arsenal químico da Síria foi destruído por uma equipa norte-americana, com a supervisão da ONU. Sim destruído pelos EUA, supervisão da ONU!

 

Portanto, desde, já, como poderia al-Assad executar um ataque com armas químicas se não possui armas químicas? E como podem os EUA nos querer vender este disparate se eles sabem, melhor que ninguém, que as armas químcas sírias foram efectivamente destruídas há 3 anos atrás? 

 

Depois, por que razão haveriam de cometer um ataque químico sabendo que um ataque do género daria aoocidente terrorista a desculpa para invadir a Síria? Lógica? Estratégica? Não? E por que razão a Síria, que cerca zonas de rebeldes e espera que lhes acabem as munições para depois propor acordos de paz, para depois convencer os "rebeldes" (mercenários-terroristas) a partirem em segurança de autocarro para outras zonas, para por fim a Síria recuperar essa zona de forma pacífica e sem provocar a perca de vidas humanas civis, por que razão, perguntava eu, haveria de, em contra corrente e de forma completamente ilógica, realizar um ataque químico contra civis?

 

Depois, falha grave, quem anda atento à situação na região de Idlib sabe que Khan Shaykhun encontra-se dentro do pedaço de zona "rebelde" dessa região reconhecidamente sobre o controlo da al-Qaeda, sim da al-Qaeda. Quem não sabe, cale-se, vá investigar! 

 

 

Depois, todas as imagens, vídeos, e testemunhos fornecidos aos prostituídos média ocidentais têm como fonte os White Helmets, uma organização terrorista ligada à al-Qaeda especializada em encenações de ataques e de salvamentos. Quem não acredita, que leia este artigo:

 

White Helmets, humanistas ou terroristas? Parte 2, por Luís Garcia

 

Se ainda assim não ficar convencido (hehe, como será possível?), olhe para esta imagem e este vídeo e depois diga-me se lhe parece normal que se resgate vítimas de uma ataque com gás sarin usando sandálias, máscaras anti-poluição e não se tape pelo menos as mãos. É que contacto directo com gás sarin na pele resulta em morte 5 minutos depois, não há volta a dar!

 

 

 

Depois, a sério, na realidade real o senhor Bashar Jaafari, Embaixador da Síria na ONU, quase todas as semanas, durante os últimos 3 anos, tem vindo a entregar dossiês contendo provas de dezenas de ataques químicos dos "rebeldes" terroristas pagos pelos nossos impostos. Entrega provas de vários tipos mas, claro, tal nunca é noticiado. Na realidade paralela dos jornalistas prostituídos lixo-humano beija-cus, não se passa nada nunca, excepto quando, sem provas absolutamente nenhumas, acusam os sírios de realizar ataques químicos porque sim, "porque a ONU disse", "porque o Trump disse", por a abelha Maia disse! Epá, parabéns pela genialidade! Agora mais a sério, e como já várias vezes disse aqui neste blog, se os média ocidentais não falam nunca das dezenas de ataques químicos dos "rebeldes" provados, e depois rebentam-se numa orgia histérica e patética em torno de um suposto ataque sírio que não conseguem comprovar com factos, mmmm, perdem a credibilidade toda! E mais, uma pessoa com a cabeça no lugar só pode desconfiar da veracidade desse ataque sírio. Quem não conta 500 e depois se vomita a contar 1 mal contado, só demonstra que mente e que toma posição. Quem toma posição não produz notícias, não! Quem esconde factos e acontecimentos, quem vomita estórias inventadas, quem acusa sem provas.., é mentiroso, aldrabão e o que produz é propaganda! 

 

Depois, desde CNN até à RTP aí da aldeia aparvalhada (Portugal), andam todos (os jornalistas prostituídos lixo-humano) com a palavra "retaliação" na boca. Epá, a sério? Ver se entendo. Mesmo que fosse verdade que os sírios tivessem realizado um ataque químico, o que até prova em contrário é mentira, e mesmo que os mercenários estrangeiros terroristas da al-Qaeda fossem sírios civis, como é que, nesse caso, após o ataque do exército sírio a civis sírios, se podem classificar de "retaliação" o ataque que os EUA fizeram à base militar síria de Shayrat? Não têm dicionários? Os EUA "retaliaram"? Como assim? Se os EUA "retaliaram", então tiveram de ser atacados primeiro! Mas onde? Estão todos bêbados? Ou querem dizer que os civis sírios não são civis nem sírios, mas sim mercenários pagos pelos EUA, pois claro, e que, assim sendo, e tendo em conta o dinheiro investido pelos EUA nesses mercenários, e tenho em conta o cariz capitalista dos EUA, os EUA considera ter sido agredido? Assim si, se se ataca al-Qaeda, os EUA "retaliam". Muito bem. Então, EUA e al-Qaeda são uma e a mesma coisa, de acordo? Isso ou aprender a falar português, para variar, irra!

 

Definição de retaliar: https://www.priberam.pt/dlpo/retaliar  

 

Depois, ataque químico a partir de caças, como assim? Alguém me explica este disparate? Se falassem de helicópteros ainda daria para sustentar a disparatada acusação. Assim não, assim fazem figura de idiotas caros jornalistas zombies! E mais, impossibilidade de ser realizado com caças ou possibilidade de ser realizado com helicópteros, a questão central é: alguém viu? Ou, alguém fotografou? Ou, alguém filmou? E se sim, há que mostrar ao público. Mas não, não há provas nenhumas, absolutamente nenhumas e, assim sendo, como podem afirmar que foram os sírios ou os russos? E se foram os chineses, ou os brasileiros, ou ET's, ou o Pai Natal (Papai Noel)? Hein? Irra, que paralisia mental, que bajulação servil, que idiotice, que descaramento destes jornalistas beija-cus lixo-humano que proliferam nos média mainstream ocidentais! Era metê-los todos numa câmara com gás sarin!

 

A retaliação do bem contra o mal

Parece que o bem retaliou. O bem que treina e financia organizações terroristas e as envia a estados soberanos para matar, torturar, violar, pilhar, destruir, infernizar. O bem que tem milhares de soldados ilegamente dentro do estado soberano da Síria, assim como várias bases militares igualmente ilegais onde se encontram, caças, bombardeiros, tanques e o resto da parafernália bélica do Império. O bem que usa ilegais bombas de urânio empobrecido em ilegais bombardeamentos na Síria e no Iraque. Esse bem reagiu, e retaliou, contra o mal, pois claro. Ou será que não. Vamos lá.

 

Como já tinha explicado no artigo anterior (ler aqui), dado ao avanço rápido das últimas semanas das forças sírias contra o ISIS, os EUA decidiram sabotar e bloquear esse avanço pela rota Aleppo-Raqqa e pela rota Hama-Raqqa. Só sobrava a rota Palmira-Der-Ezzor-Raqqa, bloqueada durante os próximos tempos, enquanto não for libertado o trecho de estrada que separa Palmira de Der-Ezzor.

 

Ora, ao contrário do que eu tinha afirmado, pelos vistos era afinal possível para os sírios avançarem com alguma rapidez por essa rota. Nos últimos 5 dias, já depois de ter escrito esse artigo, desenrolaram-se importantes eventos. Em primeiro lugar o ISIS abandonou uma enorme área de terreno entre a região de Damasco e a região de Suwayda, a sul de Palmira. Excelente! Depois, em 2 ocasiões separadas as forças sírias reconquistaram duas grandes áreas de terreno montanhoso ao ISIS, em torno de Palmira, como podem ver nos mapas abaixo. Finalmente, mesmo antes do criminosos ataque norte-americona, as forças sírias tinham retomado o cemitério de Der-Ezzor assim como a estrada que liga as duas zonas sobre controlo sírio nessa cidade de Der-Ezzor. Começava a parecer possível ver as forças sírias avançar pela 3 via que leva a Raqqa (EUA fecharam há dias a de Allepo e a de Hama, ver no artigo anterior).

 

ganhos sírios contra o ISIS

  

De forma a realizar estes avanços por terra, as forças terrestres sírias recebem o apoio de forças aéreas sírias estacionadas, até agora, precisamente na base aérea de Shayrat que os EUA acabou de destruir. ISIS agradece!

 

Base de Shairat destruída pelos norte-americonas 

 

Como os EUA fizeram o favor de destuir boa parte da base, assim como os 6 Mi-32 e companhia, acabou-se o apoio aéreo às forças terrestres que ainda anteontem tinham conquistado uma montanha a leste de Palmira, e agora, claro recomeçaram os ataques do ISIS a Palmira. Graças aos EUA, o ISIS, até ontem vias de colapsar na zona de Palmira, pode de novo respirar fundo e inclusive passar da defensiva para a ofensiva:

 

 

ataques terroristas dos EUA/ISIS

  

EUA é definitivamente a força aérea do ISIS, prova inegável de que os EUA é um estado terrorista! Parabéns aos EUA e a toda a ovelhada que festeja o ataque norte-americona! Já agora, ovelhada, festejai a morte dos 9 civis, incluindo 4 crianças, resultado também da chuva de Tomahawks das forças do bem em Shayrat! Vá, força! Quanto à morte dos soldados sírios que lá se encontravam, imagino que já fizeram a festa toda!

 

 

 

 

 

 

Para completar a palhaçada, o bobo de serviço na ONU, António Guterres, cidadão desse estado vassalo dos EUA chamado Portugal, veio agora apelar à moderação, hehehe. Pois claro, terrorismo de estado, ilegal deslocamento de tropas dos EUA, patrocínio de organizações terroristas, ilegais bombardeamentos às forças armadas do estado soberano sírio... mas com "moderação"! Puta que pariu de otário!

Consciente do risco de escalada, apelo à moderação para evitar todo o acto que aumente o sofrimento do povo sírio. (António Guterres, O Mordomo de Serviço Tuga)

 

Felizmente existem uns poucos países governados e representados por pessoas sérias e que não se prostituem nem lambem cus como o mordomo português. É o caso da Bolívia e do seu embaixador junto das Nações Unidas, o senhor Sacha Llorenti. Que grande homem, relembrando que tudo começou com a invasão ilegal dos EUA ao Iraque, em 2003, sem provas das supostas armas químicas de Saddam Hussein. E sim, tem toda a razão quando afirma que, sem essa invasão norte-americona que causou 1 milhão de mortos, hoje não estaríamos sequer a falar de ISIS! Bravo, bravo, bravo!

 

 

Luís Garcia, 08.04.2017, Chengdu, China

 leia mais artigos sobre a Síria aqui

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas