Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

PAN: Pessoas Aptas a Negar (Evidências)

 

 

Pessoas-Animais-Natureza_logo.jpg

 

  

RICARDO MINI copy SOCIEDADE Ciência POLITICA

 

Decidi redigir este artigo por duas razões. A primeira delas é o facto de o PAN, como eu vou provar, já ter demonstrado, vezes sem conta, ignorar e adulterar, na decorrência dessa ignorância, a atividade científica. Calha que escolhem atacar sistematicamente o grupo de pessoas – os cientistas – que tem as melhores armas para se defender: as evidências empíricas para suportar as suas teorias. A segunda razão, deixarei para o fim.


O PAN é proponente de um RBI (Rendimento Básico Incondicional), mas incapaz, como aliás são todos os proponentes dos mais diversos países com os quais já interagi, ou tentei interagir, de responder a questões fundamentais. Como é possível calcular um valor único que possa ser distribuído de uma forma justa entre pessoas que têm necessidades completamente diferentes entre si? Que medidas propõem, baseando-se no estudo do comportamento humano, para modificar fatores culturais que promovem o consumismo insustentável, o qual seria agravado numa situação em que mais pessoas pudessem despender mais dinheiro? Mais perguntas poderia colocar, já que isto é um tema que, isoladamente, daria para muitas crónicas. Mas, nem a estas o PAN sabe responder. Aliás, nem o PAN, nem as pessoas que compõem o movimento Rendimento Básico Incondicional Portugal (https://www.facebook.com/RendimentoBasicoPortugal/?fref=ts), ao qual o partido já fez referência na sua página do facebook como fonte de informação.


Mas, se este tipo de ignorância já é grave, ainda mais lamentável é o desconhecimento completo que o PAN demonstra relativamente a princípios científicos básicos. André Silva mentiu sobre os OGM’s, quando pretendeu passar a mensagem implícita de que não existe um consenso científico claro em torno da sua segurança para a saúde humana, de outros animais e para o ambiente (http://p3.publico.pt/…/organismos-grotescamente-ignorados-n…). Aqui (http://www.crediblehulk.org/…/the-international-scientific…/), poderão encontrar um longo texto com citações e toda a cuidada referenciação de entidades científicas e de regulação espalhadas por todo o mundo acerca deste assunto. Aliás, ainda há poucos dias, saiu um novo relatório (http://www.crediblehulk.org/…/the-international-scientific…/), por parte da US National Academies of Science, Engineering, and Medicine, no qual foram revistos 900 estudos e que, mais uma vez, conclui da segurança dos OGM’s. O mesmo relativamente ao mais recente cavalo de batalha do PAN, o glifosato. Uma pequena confusão aproveitada pelos teóricos da conspiração do costume, analfabetos científicos, mas já mais do que bem explicada, aqui (http://www.wired.com/…/monsantos-roundup-herbicide-cause-…/…).

 

Ainda no âmbito da agricultura, o PAN já fez várias vezes a apologia de práticas agrícolas biológicas. Ora, quem garante que a agricultura biológica dispensa completamente o uso de produtos químicos sintéticos, certamente desconhece este documento da FAO (http://www.fao.org/docrep/016/i2718e/i2718e.pdf) para a regulamentação da atividade agrícola biológica. Desconhecerá, também, que a indústria da agricultura biológica, através da sua bem montada máquina de marketing fraudulento, é uma forma de atividade agrícola sujeita a menos regulamentações, fiscalizações e estudos de segurança do que a agricultura convencional e os OGM’s (http://blogs.scientificamerican.com/…/httpblogsscientifica…/). Aliás, os produtos alimentares derivados da agricultura biológica nem sequer cumprem a promessa de ser mais nutritivos (http://www.health.harvard.edu/…/organic-food-no-more-nutrit…). 

 

Mas o tratamento da ciência a pontapé, que é apanágio do PAN, não se fica por aqui. No passado dia 1 de junho, André Silva não perdeu a oportunidade de se colar aos praticantes de Terapias Não Convencionais (TNC), na sua manifestação pela obtenção de efeitos fiscais idênticos aos obtidos através de cuidados médicos convencionais. Ou seja, o PAN pretende legitimar práticas irresponsáveis de cuidados de saúde que, não só falham constantemente em produzir evidências para suportar as suas crenças arcaicas, como, por enganar os pacientes, os colocam sob risco de desenvolver ou agravar condições patológicas. Deixo ligações para a homeopatia (http://www.independent.co.uk/…/homeopathy-therapeutic-dead-…), a naturopatia (http://www.sfsbm.org/index.php…) e a quiroprática (https://www.sciencebasedmedicine.org/chiropractic-ignoring…/), e neste site (https://www.sciencebasedmedicine.org) poderão encontrar outros milhares de artigos acerca de todas as outras formas de TNC. Não esqueçamos, também, a título de exemplo, que os “profissionais” das TNC’s são frequentemente contra a vacinação, o que constitui um grave atentado à saúde pública, que até um miúdo de 12 anos sabe reconhecer (https://www.facebook.com/ScienceMarco/videos/224150204636173/). 

 

Portanto, exemplos não faltam para provar a incompetência derivada da iliteracia científica dos militantes do PAN. Até passando pela apresentação da Jane Goodall como umas das pitonisas destas novas modas pró-ambientalistas, ignorando o seu apoio a uma organização que promove campanhas de esterilização forçada de mulheres indianas por parte de autoridades inglesas (http://www.filmsforaction.org/…/the-charity-which-campaign…/), suportando-se na teoria cientificamente retrógrada (https://aeon.co/…/is-the-population-bomb-real-the-statistic…) de que é ao crescimento da população humana que se devem todas as calamidades ambientais. 

 

Concluindo, o PAN é um partido que ou mente ou ignora aquilo acerca do qual se exprime e defende e desrespeita a ciência. Talvez ainda pior do que isso, e é essa a segunda razão pela qual produzi este texto, tal como qualquer bom grupo de pessoas cuja teorização tem uma base conspiratória cozinhada em blogues, pauta-se pela intolerância para com as pessoas que apresentam, na sua página do facebook, informação que contradiz a partilhada por eles e/ou que pretendem discutir os conteúdos e conhecer as fontes e evidências por detrás das propostas políticas. Daí que me tenham banido a mim, depois de ter tentado discutir informações de cariz semelhante às que apresentei aqui, e nem sequer se tenham dignado a esclarecer-me por email acerca das razões que os levaram a tomar tal ação. Assim, falham também em respeitar a própria “Política de Gestão de Comentários”, contida na página principal do facebook, onde se pode ler “Se um/a usuário/a não seguir as normas acima descritas, o seu comentário poderá ser eliminado, e explicado ao mesmo as razões através de um e-mail ou mensagem privada”.

Ricardo Lopes

 

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas

Categorias

POLITICA - banner

SOCIEDADE - banner

VIAGENS - banner

RELIGIÃO - banner

ECONOMIA

Literatura

Tecnologia

CIENCIA

FOTOGRAFIA

EN FRANÇAIS

IN ENGLISH

 

Livros em PDF - LISTA DE AUTORES POR ORDEM ALFABÉTICA

Os Nossos Artigos em PDF

Arquivo

O gestor do blog

foto do autor

Siga o blog

Follow