Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

FAKE NEWS - tadinho do puto da cadeira laranja, por Luís Garcia

 

 

FAKE NEWS - tadinho do puto da cadeira laranja

Luís Garcia POLITICA SOCIEDADE Fake News  

 

Lembra do menino coitadinho cheio de pó e sangue escorrendo pela cara abaixo, fruto das bombas más dos mauzões sírios-russos? Aquele que foi posto a pousar para a foto, com um icónico fundo laranja proporcionado por membros da organização terrorista White Helmets (Capacetes Brancos) que estão sempre mais preocupados em campanhas publicitárias do que em parar perigosas hemorragias na cabeça de uma criança? O vídeo abaixo poderá refrescar-lhe a memória, se necessário: 

 

 

Uma criança tão pequena sendo utilizada na produção de propaganda emocional com o objectivo de fazer o mundo aceitar uma resolução da ONU que permitisse a rambos e seus vassalos limpar a Síria do mapa... é vergonhoso, muitíssimo vergonhoso. E é triste ver uma criança ser abusada desta forma. E de outras formas. Podem me dizer, ao ver os seguintes slideshow e vídeo, que o miúdo da cadeira laranja, Omran Daqneesh, é um ganda maluco, mas não, não é. Doente mental troglodita é quem se mete a ensinar uma criança a degolar peluches. Mas esperar o quê de gente que decora a sua sala de estar com bandeiras do Estado Islâmico!!!

 

 

  

Sim, leram bem e viram bem! É o menino Omran Daqneesh, que era suposto ter sido bombardeado pelos mauzões dos sírios-russos em Aleppo. E mais, não tem bandeiras de terroristas "rebeldes" dessa treta virtual do Exército de Libertação Sírio, não, tem (tinha) bandeiras do Estado Islâmico na sua sala de estar em Aleppo! Estado Islâmico em Aleppo? Não, não me espanta nem tampouco é novidade, apesar de nunca ser dito na TV ovelhizante. a TV ovelhizante diz-nos que em Aleppo leste só havia rebeldes-boa-gente e crianças, os dois alvos predilectos dos "psicopatas" al-Assad e Putin, ahahah!

 

Mas voltemos ao resgate do ensanguentado e sujo Omran Daqneesh numa cadeira laranja. Quem o resgatou? Quem o trouxe para o cenário laranja? Quem o fotografou? Quer um nome? Aqui vai: Mahmoud Rslan, o senhor das fotos abaixo:

 

Mahmoud Raslan

 

Olhe ele de novo, a sorrir para a câmara, com a mesma, camisola azul às pintas brancas, provavelmente muito orgulhoso por ter sido citado pela prestigiada AFP (Agence France Press):

Mahmoud Raslan

 

Parece um gajo porreiro, não parece? Pois, mas as aparências enganam. As más companhias, por outro lado, dizem muita de uma pessoa:

 

Ganda maluco, não? Num dia fotógrafo independente e voluntário que resgata criancinhas das demoníacas bombas russas. Noutro, mercenário terrorista da al-Qaeda. Um verdadeiro mestre dos 7 ofícios! Mas há mais. Para aqueles que engolem a treta televisiva que nos conta que al-Qaeda matando em Paris é terrorismo enquanto que al-Qaeda matando em Aleppo é luta de libertação, para esses, deixo esta pergunta: Acham normal que, quem tirou a foto do icónico Omran Daqneesh, ande com companhias destas:
 

Mahmoud Raslan em más companhias!

 

Não percebem a pergunta? Repito, que faz Mahmoud Raslan, suposto voluntário de ajuda humanitária, sorrindo para uma selfie na companhia do grupo de trogloditas que decapitaram o pobre Abdullah Issa, um jovem palestiniano de 12 anos, cujo crime foi ter um pai que simpatizava com o presidente al-Assad? Não ouviram falar da decapitação do jovem Abdullah Issa? É bem provável que não. Abdullah Issa aparece na foto da direita com a cara desfocada, na companhia dos sorridentes trogloditas do bando al-Zenki (mais uma treta de filial terrorista da al-Qaeda) que minutos depois de tirar a foto fizeram isto:

  

 

E não vale a pena dizer que estou a inventar pois o próprio Mahmoud Raslan reconheceu, em entrevista ao Telepraph que sabia que os seus companheiros de selfie haviam decapitado 5 semanas antes o jovem Abdullah Issa. Confirmou ter conhecimento do crime mas, em defesa dos seus companheiros de selfie, argumentou que Abdullah Issa seria anão e que teria não 12 mas sim 19 anos. Ok. E decapita-se um anão de 19 anos por causa do seu pai não gostar dos "rebeldes" mas sim do governo de al-Assad? Enfim.  

 

Se quiser mais detalhes, assista a este vídeo:

 

 

Se ainda dúvida que o Mahmoud Raslan que admitiu tirar fotos com decapitadores de crianças vivas é o mesmo Mahmoud Raslan que tirou as fotos do "tadinho do puto da cadeira laranja", assista a este vídeo:

 

 

Finalmente, para quem quiser saber mais sobre o gangue que decapitou o jovem palestiniano:

 

Luís Garcia, 26.12.2016, Chengdu, China 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas