Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Deus é um puto mimado 1, por Ricardo Lopes

 

Deus é um puto mimado 

RICARDO MINI copy  SOCIEDADE  RELIGIÃO

 

Estou convencido que o deus da Bíblia é um puto estúpido mimado, que foi criado de acordo com as guidelines para manter um burro a pão-de-ló que foram criadas nos anos 80, e vou prova-lo.

 

A Bíblia começa com o génesis, e logo aí podemos encontrar evidências irrefutáveis de que deus é um puto mimado.

 

Para já, quem é que vive sabe-se lá onde (mas a isso também já lá vamos) e se lembra de criar “o” universo? Algum degenerado mental que não consegue libertar-se da merda de ideias que ele próprio formula, projeta no mundo em que vive, e acha que correspondem ao mesmo, precisando de um escape ficcional para o sofrimento que causa a si próprio. Ou seja, estamos a falar, claramente, de um artista. O que é que são muitos artistas? Putos mimados que não têm problemas a sério com que se ocupar e decidem que o melhor a fazer da vida é inventar tretas para se distrair e contaminar as mentes alheias. Aliás, basta ver que esta merda toda foi parar a um livro que anda a contaminar fortemente a mente de um enorme número de pessoas desde há cerca de 2000 anos.

 

Depois, e assim que se entra no texto, encontram-se mais pistas para suportar a minha tese. A primeira é que o gajo para ter criado o universo, é porque já sabia mais ou menos o que é que era preciso existir num, tinha de ter referências disso para estabelecer associações mentais. A imaginação não existe, meus amigos, e mesmo que um gajo saiba tudo (seja omnisciente) tem de ter essa informação na cabeça para poder pensar nela. Agora, o que ele tinha eram referências precárias. Qual foi a primeira coisa que ele se lembrou de fazer? O mais evidente, porque ele sendo um puto estúpido, só poderia lembrar-se daquilo que lhe é mais imediato em termos físicos: criar o céu e a terra. Nem sei como é que ele não criou primeiro a terra, já que ainda lhe seria mais imediata fisicamente do que o céu. Mas também pode ter sido porque ele iria seguir a história de merda que inventou das “alturas” – outra boa pista para a minha tese final, marquem bem isto na memória.

 

Ora, então, agora o gajo criou o céu e a terra. O que é que já fez? Cagada! Como ele é estúpido e superficial, só podia sair cagada. Como os seus conhecimentos de astronomia e física estão ao nível de um puto de 5 anos quando olha para o céu à noite, tinha de ter feito cagada. E, claro, como bom puto estúpido que era, fê-la logo sem pensar duas vezes. Porque é que foi cagada? Porque os planetas e a sua atmosfera se formam muito depois das estrelas, seu torresmo intelectual de merda! E, mesmo que pudessem formar-se antes, já que tens plenos poderes sobre o universo que criaste e podes manter um planeta a pairar no meio do nada, lindo trabalho meter um planeta no meio do caralho da escuridão total! Muito bom arranjinho! Deve ter sido por isso que não conseguiste ver as ainda maiores cagadas que fizeste a seguir como deve ser, e deu no que deu.

 

Prosseguindo, o gajo, claro, apercebeu-se que estava uma puta de uma escuridão do caralho, e que se calhar mandar o avatar dele andar para ali a mover-se “sobre a face das águas”, ao fim de uns tempos aborrecia. Lá está, como bom puto estúpido e com aptidões sociais de merda e enfiado na cave da casa da mãe (já lá vamos), primeiro teve de experimentar um universo onde apenas existia ele – que é basicamente o que já acontece em termos psicológicos, de qualquer maneira, sem necessidade de estar fisicamente sozinho -, para descobrir que era chato e que giro mesmo é fazer os outros aturá-lo.

 

Então, finalmente, decidiu meter luz na porra do universo. Atenção, não mandou criar estrelas. Não, não. Mandou fazer luz. Mais uma vez, atraso mental. Mas, enfim, pelo menos, finalmente, meteu porra de luz naquela porcaria pior que a merda de um projeto de ciências naturais de alunos do 5º ano para recriar à escala o sistema solar com plasticina.

 

E o que é que o gajo fez? Chamou à luz Dia, e às trevas Noite. Onde é que o gajo foi buscar estes nomes? Porque já os conhecia de onde ele vinha! E, mais uma vez, intelectualidade do caralho. Mas qual luz e trevas, minha ameba intelectual? Rotação terrestre? Conheces o conceito? Não!

 

O que é que fez a seguir? Ah e tal, isto se calhar de o mundo estar tipo só água não é bem igual ao mundo real. Pois não, meu retardado! Ai ui, agora vou expandir as águas para criar terra e oceanos e o raio. Mais uma vez, debilidade mental. Não conhece a tectónica de placas.

 

E quando um gajo pensa que isto está a ir mal, tornar-se ainda pior. O que é que ele chamou à expansão? Céus! Céus?! Mas eu perdi-me em algum lado? Então mas a expansão não era para separar águas? Onde é que isto foi parar aos céus, de repente? E um novo concílio para rever esta merda? Eu sei que o gajo que criou o universo católico é retardado, mas por amor de deus.

 

O que é que acontece a seguir? Ainda piora! “E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.”. What the fuck?! Que é esta puta desta merda? Então o gajo ao início tinha criado o céu e a terra. Depois não se sabe por que caralho quis criar uma expansão para separar as águas, e lá vieram a merda dos céus outra vez. E agora é para as águas juntarem-se todas num lugar? Oh meu Eusebiozinho Come-Cerelac ao Pequeno-Almoço aos 30 Anos, mas tu bates completamente mal dessa cornadura? Se a porra das águas vão todas para um mesmo lugar, então como raio é que há vários oceanos e vários continentes? Não há, pois não? Pois, claro, agora percebe-se porque é que tinhas de conseguir arranjar uns retardados a padecer de distúrbios obsessivo-compulsivo para andarem sempre a inventar merdas de numerologia e rezas ritualizadas e o diabo, para andarem por ti a fazer o trabalhinho sujo de tornar o resto das pessoas em ignorantes e não as deixar ler o livro onde ficou o teu grande projeto descrito. Quem é que acreditaria numa estupidez tão grande?

 

Depois, “produza a terra erva verde, erva que dê semente”. Com a puta que me pariu e aos fariseus todos, mas onde é que este retardado me foi buscar que ervas dão semente? Eu estou fodido com este fifi do caralho! Mas é possível alguém comer pratos de merda com colher de chá todos os dias ao pequeno-almoço, como este retardado faz? “árvore frutífera que dê fruto”. Eh pá, grandes skills escriturárias, pá! Árvore frutífera que dê semente. Não, havia de dar o quê? Troncos de pinheiro manso que te nascessem no cu?

 

E nisto ainda só vão – ou já vão, dependendo da perspetiva – e o gajo só anda a fazer merda desde o início. Quem é que pensa numa merda nova para fazer e só faz merda, por ser estúpido como os americanos que assistem regularmente a talk shows? Putos mimados estúpidos retardados, da minha geração. Mas, já lá vamos. Eu sei que ando a dizer muitas vezes que já lá vamos, mas iremos mesmo. Calma!

 

“Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite”. Mas que puta de merda é esta? Então, mas para que é que foi esta merda, afinal? Luminares? Mas este atrasado mental quer fazer poesia amaricada ou criar um novo universo?

 

E depois fez o luminar maior e o menor. Oh com puta que me pariu. Queres ver ele chama luminares ao Sol e à Lua? Oh com cornadura mansa que há de se enterrar no teu rabo até ganires como uma cadela no cio!, mas este filho de uma grande égua perenemente prenha é tão retardado que pensa que a Lua emite luz? Mas o que é que se passa com este gajo? Perdeu a matéria cinzenta toda no nascimento, tal como a mãe perdeu em parte e por isso é que o criou como uma abécula parasitária?

 

“Produzem as águas répteis”. Mas alguém é capaz de parar este deficiente mental induzido pela educação? Mas quais répteis? Mas este gajo sabe sequer qual é o nome que se dá aos animais que vivem na água? Pelo menos, à maior parte deles?

 

Enfim, depois criou as baleias, as aves, o gado e as feras. Portanto, os batráquios, que se fodam. Os insetos, que se fodam. As bactérias, que se fodam. O fitoplâncton, que está ao mesmo nível que este retardado numa escala de inteligência, que se foda. Já agora, qual foi a parte onde decidiste enfiar entre os estratos terrestres ossos de animais já extintos? Não te lembraste disso aqui, pois não, meu balofo consumidor de McDonald’s?

 

“Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.”. Portanto, está provado que o gajo é igual aos machos da espécie humana. O que é ele, então? A porra de um humano! Mas, mais uma vez, já lá vamos! E, depois, o desgraçado que foste criar, que ande à vontade no meio da bicharada, porque nada lhe faz mal. Exceto, a porra das “feras” que criaste e que não colocaste sob o seu domínio! Sim senhor, pá, muito bom trabalho, que só poderia ser realizado com alguém com ainda menos cultura do que a tanga do Tarzan. Ou, então, é só mesmo porque este menino queria era divertir-se com acontecimentos sádicos. Mas, já lá vamos! Não vamos queimar etapas, e façam o favor de se munir da puta da calma!

 

 Continua

Ricardo Lopes

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas