Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Detectores de notícias falsas e outras falsidades - parte 2, por Luís Garcia

 

 

Detectores de notícias falsas e outras falsidades - parte 2

Luís Garcia POLITICA SOCIEDADE Fake News  

 

 

Décodex, o detector de notícias falsas à francesa

Uma vez mais fica provado que o sonhado (por José Sócrates) choque tecnológico em Portugal nunca chegou a acontecer. Porquê? Porque em Portugal temos a Visão, pela voz de Rui Antunes, propondo um método manual e chatérrimo de detecção de notícias falsas baseado em 2 falácias argumentativas do tempo em que em Portugal (ainda longe de existir) a malta vivia em sombrias cavernas e em que a tecnologia de ponta disponível era o fogo. Leiam a primeira parte se não o fizeram ainda: Detectores de notícias falsas e outras falsidades - parte 1. Em claro contraste, ou até não, hehe, em França, a malta consumidora de "medias de referência" como o Le Monde já pode utilizar o Décodex (faz pensar em Sócrastes não faz?), um instrumento (mesmo nada) automático de detecção de mentiras em sites de informação. Eis o bicho:

 

A coisa parece funcionar de forma automática, fazendo crer à malta francófona que, se esperar uns segundos, "o motor de pesquisa" do Le Monde "verificará a fiabilidade de um site". Pura ilusão, o "motor de pesquisa", ao contrário do que é afirmado neste artigo do Le Monde "Décodex : vos questions, nos réponses", não é um motor de pesquisa mas apenas um mecanismo simplório de demonização de um conjunto predefinido de sites de media alternativos directamente tirada da lista negra norte-americana Propornot (já lá iremos, na 3ª parte) e disfarçada de motor de pesquisa com um botãozinho em forma de lupinha para ficar tudo bonitinho e credivelzinho para quem anda a dormir!

 

 

 

A forma mais simples de provar o que acabei de dizer é que, em vez de oferecer, aí está, um "resultado de pesquisa" com as notícias ostensivamente falsas de um determinado media, ou pelo menos consideradas falsas de acordo com os padrões "de pesquisa" do Le Monde, o que nos é apresentado vezes sem conta são 3 frases padrão que levam a perceber que nenhuma pesquisa é feita durante o período de espera. São sempre as mesmas 3 frases que, resumidamente, dizem se o media em análise é "bom", "mau" ou "assim-assim". Objectividade zero! Para agravar a palhaçada, se o media for considerado "fiável", é fornecido a hiperligação para o site correspondente. Se for considerado "pouco fiável" ou "não fiável", não é fornecido a hiperligação para o site correspondente, fazendo crer que os produtores deste falso motor de pesquisa receiam que visitemos os demoníacos sites. Mas não ficamos de mãos a abanar não, em contrapartida, oferecem-nos hiperligações para artigos de "media de referência" (do próprio Le Monde inclusive!!!) nos quais o media alternativo do demónio é gozado ou achincalhado! Epá, bravo, como dizem os franceses! Epá, sois os maiores! E mais, como se não bastasse, ainda oferecem um resumo composto de comprováveis mentiras através das quais tentam convencer o leitor de que o tal demoníaco media pesquisado é "mentiroso" ou coisa parecida. Vergonhoso! Querem exemplos? Vamos lá:

 

  • 21st Century Wire, um site norte-americano que costumo seguir. Que diz o Décodex? Isto: "site americano alternativo que relata por vezes falsas informações como aquelas acerca dos capacetes brancos da Síria. Espalham também teorias conspiracionistas sobre o desaparecimento do vôo MH370 da Malásia Airlines". Ora, treta ignóbil atrás de treta ignóbil. Já li muitas notícias deste media e nunca os vi defender teorias da conspiração sobre o MH370, pelo contrário, vejo-os atacar a conspiração mediática ocidental apresentando factos e provas muito interessantes mas que, por porem em causa a versão ocidental, são factos e provas que nunca apareceram, como é óbvio, nos media ocidentais! Não, provas e factos não são teorias conspiracionistas, são apenas provas e factos! O 21st Century Wire não conta mentira nenhuma sobre os White Helmets! Pelo contrário, tal como já aqui fiz com o artigo White Helmets, humanistas ou terroristas? Parte 2, o 21st Century Wire expõe o carácter terrorista dessa organização ao confrontar aquilo que é dito sobre os White Helmets (pelos próprios White Helmets e pela imprensa ocidental beija-cus) com provas na forma de fotografias, de vídeos, de entrevistas, de testemunhos validados ou de tratamento de dados. Se, objectivamente, os dados verificados e autenticados mostram que os White Helmets, no mínimo, mentem muito e, no máximo, cometem actos criminosos/terroristas, quem são estes badamecos de pseudo-jornalistas beija-cus do Le Monde para negar a realidade? Por exemplo, negai aquilo que se vê nestes vídeos, a participação dos White Helmets na execução de civis e a sua estreita colaboração com grupos terroristas:

 

 

Gostaria de analisar mais alguns exemplos, mas receio que ficaria demasiado extenso este artigo. Ainda assim, ficam os nomes de outros media alternativos que utilizo diariamente e que aparecem na lista negra deste pseudo motor de pesquisa do Le Monde. Pois sim, a Rede Voltaire de Thierry Meyssan, jornalista francês que teve de fugir da Líbia para não ser morto por comandos franceses e que agora, segundo o Décodex, "é um conspiracionista com ligações ao governo sírio". O Global Research, um site de informação alternativo focado em análises extensivas (bem acompanhadas de documentação também extensiva) de eventos políticos, sociais e militares é, segundo o Le Monde, na sua versão francesa Mondialisation, um "site pouco fiável que alberga por vezes falsas informações". A iraniana PressTV seria um media que transmite teorias conspiracionistas e anti-semitas! Ahhh, já cá faltava esta paranóia cliché francesa. Só mais um, bem conhecido, a RT, que segundo o Décodex é uma cadeia de informação criada para melhorar a imagem de Putin no estrangeiro! Hehe! Engraçado, eu que vejo RT com muita frequência raramente os vejo falar de Putin e, quando o fazem, não imitem nunca opiniões de valor sobre Putin, mas enfim... uma pessoa quase é levada a crer que o Le Monde sugere que o meio de comunicação  RT, ao emitir com frequência discursos de Putin, estará a tentar melhorar a imagem de Putin!?! Ora não, pois claro que não, quem melhora a imagem de Putin são os discursos indestrutíveis do próprio Putin. A RT não melhora coisa nenhuma, apenas transmite os discursos. Quanto ao Le Monde, pois claro que não melhoram a imagem de Putin, pela simples razão que censuram os mesmos discursos de Putin!

 

 

Uma forma ainda mais simples de constatar que o "motor de pesquisa" não é um motor de pesquisa: fazer pesquisa sobre um media grande, como a venezuelana Telesur, e constatar que o Décodex não consegue apresentar resultados. Aí está, não procuram coisa nenhuma, apenas vomitam propaganda subjectiva sobre media alternativos se essa propaganda subjectiva já tiver sido adicionada por eles mesmos na sua mini-basesinha de dadinhos toscos-tosquinhos!

 

Agora, no sentido contrário, e para desanuviar o ambiente com umas boas risadas, eis uma pequena lista de medias que o Décodex do Le Monde considera serem fiáveis, hehe:

 

A sério, o Le Monde afirma que o Le Monde é fiável? A sério, o AJ+, essa aljazeerazinha para new-agers progressistas bem-pensantes de cabeça na lua, hehe, é fiável? 

 

Para os francófonos (peço desculpa aos restantes), proponho um artigo no qual a fiabilidade do próprio Décodex é analisada por um dos media (RT) que o Décodex considera pouco fiável:

 

Para finalizar, gostava de relembrar o óbvio, que quem tem telhados de vidro não atira pedras ao do vizinho! Ou pelo menos não devia, sobretudo quando alguns dos vizinhos, cujas casas atira pedras, têm telhados de tungsténio! O Le Monde lembrou-se de começar a atirar pedras assim à tola, o que é uma tristeza, mas mais tristes são as constantes "notícias" do Le Monde baseadas em comprovadas mentiras. Podíamos ficar aqui o resto da vida a refutar uma por uma a infinidade de mentiras noticiosas do Le Monde, mas não dá, peguemos só numa, relativamente recente, para dar o exemplo:

Pois é, muito na moda estas estórias de ataques informáticos russos a tudo e mais alguma coisa nos EUA, sem dúvida, mas esta notícia do Le Monde sobre um ataque informático russo a uma central eléctrica em Vermont, EUA, é mentira! Depois da RT ("não fiável" segundo o Décodex) e outros media (também "não fiáveis" segundo o Décodex) terem chamado a atenção para este disparate baseado em rigorosamente nada, a Agence France Press (AFP), que havia sido a fonte desta mentira do Le Monde e que consta na lista de media "fiáveis" do Décodex, veio em forma de comunicado desmentir esta acusação infundada contra a Rússia, apesar da origem da falsa informação não ser sequer da sua redacção mas sim da redacção do Washington Post, outro media "fiável" de acordo com o Décodex do Le Monde.

 

Menos maus a AFP e o Washington Post que repuseram mais tarde a verdade (embora a merda-mediática já tivesse sido feita, como é hábito), ao contrário do Le Monde que não mais piou sobre o assunto! Ahhh, super fiabilidade a das "notícias" do Le Monde, e mega fiabilidade a do Décodex, esse ferramenta do Le Monde de verificação de fiabilidade de meios de informação que garante serem "fiáveis" meios de comunicação como o Washington Post, a AFP e o próprio Le Monde! Ahhh, deixem-me rir... 

 

E que bom é viver num moderníssimo mundo no qual crescem que nem cogumelos orwellianos Ministérios da Verdade um pouco por todo lado... ahhh, que maravilhoso mundo novo!

 

Luís Garcia, 08.02.2017, Chengdu, China 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas