Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

1 disparate pago pelos nossos impostos, por Luís Garcia

 

 Desespero Mediático 17

DESESPERO MEDIÁTICO 15

 

Luís Garcia  POLITICA    

A mesquita

No dia 16 de Março de 2017, há 4 dias atrás, graças a médias ocidentais como a nossa prostituída RTP, ficámos a saber que uma mesquita em al-Jinah (região de Idlib) tinha sido alvo de um ataque aéreo do qual resultou a morte de dezenas de seres humanos. Por defeito, e na ausência de rigorosamente nenhuma prova sobre a origem do ataque, e como é hábito, a imprensa ocidental, RTP incluída, concluíram e desinformaram que os seres humanos mortos eram civis e que os autores, pois claro, tinham sido os mauzões dos russos. A RTP, através desta não-notícia Síria: Bombardeamento aéreo atingiu mesquita frequentada por rebeldes e provocou 40 mortos deixou bem claro que tinham sido com toda a certeza os russos quem haviam dizimado montes de gente boa numa região (Idlib) que por definição só tem gente boa pois é o grande ninho de "rebeldes libertadores" terroristas em território sírio. So que não, não foram os russos!

 

al-jinah.jpg

 

Infelizmente para eles, jornalistas portugueses beija-cus prostituídos, as provas começaram a aparecer, sendo a mais importante os pedaços de um míssil norte-americano encontrado nos escombros da mesquita que passaram a circular nos média de informação (portanto não passavam nos média ocidentais como a RTP). E como não passava na RTP, disponibilizei-me para partilhar as fotos e vídeos em forma de comentário nessa notícia da RTP, comentários que foram repetidamente apagados (ler censurados) pelo lápis azul de serviço.

 

Outro contratempo enorme para os beija-cus RTPianos aconteceu quando o US Central Comand, uma das 6 divisões territoriais das forças armadas dos EUA espalhadas pelo mundo, informou de forma ambígua que tinha realizado naquele dia e naquele local um ataque aéreo a um edifício situado 15 metros ao lado. Perante as evidências, e deixando de todo ser possível sustentar a mentira de um ataque russo, os media ocidentais beija-cus, em sintonia com a ambiguidade do comunicado norte-americano, deixaram de falar em coitadinhas de vitímas civis e passaram a falar de membros da al-Qaeda (mudança que acarreta graves conclusões, já lá iremos). A RTP, como é mais papista que o papa, fez pior, apagou a totalidade do conteúdo do artigo partilhado acima (por isso se nele clicarem não já não encontrarão referência nenhuma à Rússia) e substituiu-o por esta orwelliana caganita de artigo que passo a citar na íntegra:

Provocou a morte a mais de 40 pessoas.

Os aviões atacaram a mesquita em plena hora de oração, quando estava cheia de fieis.

 

Fim de citação. Lindo, não é? De vários parágrafos acusando a Rússia, passaram a 2 curtas frases sem sentido nenhum. Desde já a primeira frase do artigo começa por "provocou", o que é grave, pois antes de indicar o número de mortos provocados, ficava bem dizer quem é que provocou. Interessante, não é? Antes de qualquer prova ou facto disponível (e até depois de estarem disponíveis), havia a certeza de terem sido os russos. Agora que há imagens dos destroços de mísseis norte-americanos e um comunicado norte-americano... ninguém o provocou... começa-se a frase por provocou porque sim,... ou porque a mesquita suicidou-se. Custava assim tanto a estes vendidos de merda escrever "o ataque aéreo norte-americano provocou a morte a mais de 40 pessoas"!?! Que merda-humana vendida! Enfim, alarmado com a situação, e como bom cidadão que sou, ahahahah, voltei a atacar com mensagens o artigo da RTP agora remodelado. Não gostaram nada da minha crítica à alteração desonesta do artigo e o resultado foi: o lápis azul de serviço desligou a caixa de comentários para esta notícia e, na dúvida, desligou também a da notícia seguinte sobre o mesmo tema, não fosse eu comentar, hehehe, que cromos!

 

Entretanto, os médias ocidentais beija-cus, portugueses incluídos, começaram a regurgitar uma estória sem sentido vinda do departamento de estado dos EUA. Vou fazer o resumo: os EUA realizaram de facto um ataque aéreo, e não os russos, portanto o alvo só podia ser malta má (da al-Qaeda) e não malta boa (civis) como antes nos queriam fazer crer; Os EUA não atacaram a mesquita mas sim um edifício 15 metros ao lado; A mesquita não foi atacada por ninguém e portanto deve ter desabado de desmaio, ao estilo do World Trade 7; De acordo com os próprios norte-americanos o alvo do seu ataque 15 metros ao lado da mesquita, pelo contrário, permanece de pé e intacto, fenómeno incrível, desafiador das mais elementares leis da física e indicador de que o Apocalipse deverá estar para breve. E a que conclusão chegam os média ocidentais? Baaaaahhh, nenhuma, repetem o mantra a ver se se convencem do disparate que rezam: mesquita cai sozinha 15 metros ao lado de um edifício que teima em não cair após levar com mísseis gringos! Fazer o quê? Não, não há limites para a parvalheira. Sim, parvalheira, isto não é propaganda, isto é parvalheira!

 

Mas por falar em propaganda, vamos lá então à al-Qaeda e à grave conclusão. Todos aqueles que, como eu, insistem dizer e mostrar provas da presença de organizações de terroristas pagos (mercenários) na região de Idlib passam por maluquinhos apoiantes de tresloucadas teorias da conspiração. Quando defendemos o direito da Síria de bombardeá-los, somos acusados de defender a barbárie, a chacina e o genocídio. Passamos por lunáticos quando dizemos que o que há na região de Idlib mais não é que a al-Qaeda e um vasto conjunto de sub-grupos relacionados. Ok, tudo bem, somos tolos. Mas fomos tolos até ao dia 16 de Março. A partir desse dia passámos a ter razão visto que, quer os EUA quer os média-ocidentais beija-cus de norte-americanos, insistem que os EUA nesse dia atacaram membros da al-Qaeda na vila al-Jinah. Na próxima vez que a força aérea russa ou síria bombardearem posições da al-Qaeda na região de Idlib, voltará a não haver al-Qaeda, pois claro. Mais, Ok, merci caros gringos, atacaram membros da al-Qaeda. Bravo! Mas onde? Na mesquita que não atacaram e que não tinha membros da al-Qaeda, ou no edifício 15 metros ao lado que tinha (supostamente) membros na al-Qaeda mas que continua intacto? Que curto-circuito!

 

E já agora, que dizer do segundo ataque, pouco tempo depois, também confirmado pelos EUA, hein? Pelos vistos voltou a ter como alvo o edifício que voltou a não cair, teimoso, e voltou a não atacar a mesquita que, coincidências das coincidências, nessa mesma noite e à mesma hora, sofreu um segundo ataque do qual resultaram mais destroços contendo também pedaços de mísseis norte-americanos mas que não foram disparados por norte-americanos pois a RTP diz que não e, como a RTP são os nossos impostos, e os nossos impostos não mentem, deve ter sido a mesquita que se suicidou, a bandida!

 

Agora, para aqueles que não gostam de me ver falar mal dos seus adorados norte-americanos, aqui vai uma prendinha, o "news release" das forças armadas dos EUA emitido no dia seguinte aos ataques aéreos:

 

U.S. forces strike Al Qaeda in Syria, news release, US Central Comand

 

Se acharem que é brincadeira minha cliquem na imagem acima para aceder ao documento na página oficial do US Central Comand. Se não acharem, melhor. E que nos dizem os cowboys neste documento? No primeiro parágrafo informam que as suas forças terroristas-militares realizaram um ataque aéreo contra a al-Qaeda na região de Idlib, o que é estranho, pois estes mesmos cowboys afirmam não haver al-Qaeda em Idlib sempre e quando russos-sírios realizam ataques contra a al-Qaeda em Idlib. Afirmam que do ataque resultou a morte de terroristas. Suponho que estarão a falar das (únicas) mortes que ocorreram como resultado dos ataques aéreos do dia por aqueles lados, ou seja, afinal não haveriam civis mas sim terroristas. Sim, é verdade que no dia seguinte o departamento de estado dos EUA, através do seu porta-vós, afirmou que aqueles civis mortos na mesquita nada tinham a ver com o ataque norte-americano, ok, tudo bem, mas se assim é, então onde estão os "vários terroristas mortos"? Não entendo.

 

No segundo parágrafo afirmam aquilo que os russos e sírios sempre disseram, afirmações que sempre mereceram escárnio por parte de média ocidentais como a RTP: "Idlib tem sido nos últimos anos um importante santuário para a al-Qaeda". Hehehe, jurem! No terceiro parágrafo trocaram os pés pelas mãos e fizeram uma grandessíssima cagada. Falam de um ataque dos EUA em Janeiro, contra o seu brinquedo de guerras de procuração chamado al-Qaeda, ataque do qual não tenho memória e que, dada a data tão vaga "Janeiro", vai ser difícil de encontrar informação sobre tão absurda afirmação. A sério, uma máquina planetária de guerra e barbárie que consome anualmente mais de um milhão de milhões de dólares não consegue ser um pouco mais precisa nas datas? E pior, não sabem a data mas sabem que o alvo teria sido um "campo de treino terrorista" onde trogloditas eram "treinados em tácticas de terror". Jurem, o que é que haveria de ser não? Treinados em técnicas de origami? Puta que pariu de idiotice. E pior, bem pior: que tem esta suposta história de supostos membros da al-Qaeda supostamente abatidos quando supostamente treinavam tácticas de terror a ver com o ataque aéreo em al-Jinah no dia 16? Ahhh, deixem-me adivinhar. Como é mais que óbvio que esta versão oficial dos EUA não faz sentido nenhum pois não explica nem o que aconteceu na mesquita nem como poderá ter acontecido o que não aconteceu em edifícios 15 metros ao lado, para ver se a malta engole, referem um suposto bom exemplo da dedicação gringa na caça a terroristas!?! Ahahaha, que risada, que infantilidade, por favor, poupem-me! Insisto, uma máquina planetária de guerra e barbárie que consome anualmente mais de um milhão de milhões de dólares não consegue arranjar um gajo que domine umas técnicas básicas de argumentação, de modo a evitar figuras tristes como esta? Ou, se não conseguem explicar o impossível, por que raio fazem estes comunicados à imprensa!?! Puta de império decadente!

 

Por fim, e para chatear só mais um pouco os mancos mentais defensores dos EUA, tenho aqui um vídeo de uma das suas vozes da moda, , o maluquinho que fingia estar em Aleppo cercada pelas forças sírias e russas em Dezembro último, enquanto realizava entrevistas para a Aljazeera e CNN, e que agora é correspondente do New York Times, hehe. Não se lembram? É aquele maluquinho que, enquanto entrevistava um terrorista com um cinto de explosivos, tentou convencer os telespectadores de que o cinto era um instrumento de segurança contra a falsidade do governo de al-Assad. Uma pérola, assistam se quiserem aqui está o link para essa surreal entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=hrGAyRHxpW0. Mas vamos lá então ao vídeo do dia, sobre este ataque aéreo à mesquita:

 

 

Ahhh, então não é que este boneco de propaganda se lembrou de contradizer os EUA afirmando que o alvo do ataque norte-americano foi a mesquita, a qual tem edifícios adjacentes (talvez aqueles que foram mas não foram atacados segundos os EUA e imprensa ocidental)!?! Muito bem, segundo Bilal Abdul Kareem, reportando desde o local em questão, quer a mesquita quer edifícios adjacentes (a 15 metros o tanas) foram bombardeados, o que o leva a concluir não ser claro como foi possível os EUA terem bombardeado os edifícios adjacentes (afinal destruídos mas não a 15 metros de distância e sim mesmo ao lado, adjacentes) e não terem bombardeado a mesquita destruída. Por uma vez, bravo Kareem, hehe! E não é só ele, não, os White Helmets também afirmam terem sido os norte-americanos os autores da chacina na mesquita. Aí que o império começa a perder controlo sobre as suas ferramentas de propaganda, e logo esta, os White-Helmets-al-Qaeda, acabadinhos de receber um Óscar em Hollywood, ahahahah! Puta de império decadente!

 

Amanhã falarei de um outro disparate pago pelos nossos impostos, ficai atentos! 

 

Luís Garcia, 20.03.2017, Chengdu, China

 leia mais artigos de Desespero Mediático aqui

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas